O bicho está solto: Animal Print para mulheres Plus Size nas estações quentes!

Heeei gente bonita, queeem está feliz que é sexta-feira levanta a mão! \o/
Muita gente está de folga porque ontem foi feriado e hoje é ponto facultativo, mas pra muitas outras pessoas hoje é dia de trabalhar, como qualquer outro dia. Sexta dá sempre um pique a mais, seja pra quem vai sair com amigos, namorado, marido, amigas, tanto pra quem vai ficar em casa fazendo NADA sozinha ou acompanhada. Eu faço parte do segundo grupo rs.
Que tal uma roupa suuuuuper linda, intensa e feminina para o final de semana? 
Muita gente associa animal print à temperaturas frias por serem, normalmente, peças mais escuras, normalmente mais carregadas... mas estamos aqui hoje para provar o contrário. Animal print é lindo e pode ser usado em qualquer estação!
Animal print é coisa pra gente magra? Nem vou responder essa pergunta que vivem me fazendo.
É vulgar? Você pode estar vestida com roupa da Lilica Ripilica e ser vulgar... se VOCÊ for vulgar. 
Em quais ocasiões posso usar? Tem gente que acha que serve só para ocasiões noturnas, mas mais uma vez, provaremos o contrário.
Vamos ver as nossas inspirações?














Eu simplesmente ADORO! Onça é a minha estampa favorita.
E vocês, que opinião tem sobre animal print?

Me contem!

Beijos e bom final de semana!

TAG: Morando Sozinha

Olá bonitas, tudo certinho com vocês? Eu estou ótima e pronta pra mais um post hoje. 
Como prometido para variar as postagens do blog, trouxe hoje uma Tag sobre a minha experiência de morar sozinha. 
Se você está pensando em ir morar sozinha, já mora sozinha ou já morou, você pode se identificar também. 
Já vi várias blogueiras respondendo essa Tag, mas acho que ela é original do Blog E aí, Beleza. São 12 perguntinhas sobre essa experiência e eu também resolvi contar tudo pra vocês. 

Vamos começar?



Como foi sair de casa? Conte a sua história!
Então gente, eu cresci muito independente, sempre quis sair de casa. Mas eu não queria sair aleatoriamente de casa "pluft, saí", eu tinha que ter um propósito. Saí de casa eu tinha acabado de fazer 17 anos, para fazer faculdade em outra cidade. Eu tenho uma irmã mais velha que já tinha saído pra fazer faculdade também, então as coisas foram mais fáceis pra mim, até porque eu fui morar com ela quando saí da casa dos meus pais, e permanecemos juntas por 2 anos, até ela terminar a faculdade dela e se mudar novamente. Depois disso passei mais quatro anos morando totalmente sozinha. Não quis morar em república porque sou sistemática, cheia de regras, e pouquíssimo paciente, então certamente eu teria problema de relacionamento com as pessoas morando em muita gente na mesma casa. Com a minha irmã eu morava em uma casa, e depois que fiquei sozinha me mudei para uma quitinete (um micro apartamento). Na minha rotina de morar sozinha, como as cidades são próximas, eu voltava todo final de semana para a casa dos meus pais, mas eventualmente passava o final de semana na minha casa. Nesse tempo todo meus pais me ajudaram financeiramente, apesar de eu desde o início ter tido uma renda do governo em função de uma bolsa de estudos, mas foi só nesse último ano que eu passei a me virar totalmente sozinha.

Qual é a coisa que você mais gosta de morar sozinho?
Eu voltei esse mês para a casa dos meus pais para passar um período temporário, até eu definir para onde vou no ano que vem, e agora que voltei para a casa deles posso dizer que COM CERTEZA o que eu mais gosto de morar sozinha é não precisar conversar sobre nada com ninguém. Eu ADORO ficar quieta no meu canto, sem me comunicar, sem ter que ser sociável, sem ter que interagir com nada. Eu tenho o meu tempo para fazer minhas coisas, hora de comer, tomar banho, estudar... e onde a casa não é só minha eu preciso seguir as regras da casa, que foge um pouco das minhas.
Outra coisa que é muito, mas MUITO boa, é a liberdade, a não obrigação de dar satisfação pra tudo. Se eu quero comer eu como, se eu quero sair eu saio, se eu quero dormir pra sempre eu durmo; se eu sujei e não quiser limpar, eu não limpo, se eu quiser limpar 15 vezes no dia eu limpo.

Qual é a coisa que você menos gosta de morar sozinha?
Eu AMO ficar sozinha, então isso nunca foi um problema pra mim. Raramente, quando batia uma bad eu chamava uma ou outra amiga pra ir em casa ou ia dar uma volta no shopping ao lado da minha casa e estava tudo certo. Ficar sozinha costuma ser a pior parte para a maioria das pessoas.
Pra mim, a pior parte era ver que se eu não limpasse a sujeira não sairia do lugar. Se eu não lavasse, não teria louça limpa para eu usar. Eu sou bem organizada com as minhas coisas, então minha casa estava sempre em ordem, mas sabe quando dá aquela preguiça de viver e a gente não quer fazer absolutamente nada? Então, nesses dias eu só comeria se eu fizesse comida, só teria prato limpo se eu lavasse, só teria minhas coisas arrumadas se eu arrumasse. Casa de mãe é uma mordomia. Por mais que eu sempre tenha contribuído na limpeza e organização da casa, as coisas na casa dos pais funcionam de uma forma bem diferente, muito mais facilidade pra tudo.

Como foi seu planejamento para sair de casa?
Como comentei saí para estudar e eu já tinha minha irmã morando fora. Eu poderia ter ido para outras cidades estudar, mas optei (até por uma questão financeira) junto com meus pais, que moraríamos juntas. Como já estava tudo estruturado e caminhando bem com ela, não precisou de muito planejamento quando fui também.

Quanto custa morar sozinha?
Acho que não cabe aqui citar valores porque isso varia do estilo de vida que você deseja morando sozinha. O meu estilo de vida era o mais básico possível, o necessário pra viver tranquila, mas sem luxo nenhum.
Em termos de gastos fixos a gente tem que pensar em aluguel, água, luz, telefone, celular, internet, gás, transporte local, transporte para voltar à casa dos pais (no meu caso), supermercado, além de uma quantidade para passar os dias, sair, comprar alguma coisa de imprevisto, etc.
Tem que pensar também que a casa precisa estar mobiliada, e isso não é nem um pouco barato. Ganhei muita coisa, outras eu peguei da casa dos meus pais, e outras eu fui comprando aos poucos... o preço final disso é alto.

Dicas para quem vai alugar ou comprar um apê.
Pra quem vai comprar eu não sei, porque nunca comprei um e acho que ficaria meio perdida se eu fosse comprar. Mas pra quem vai alugar acho que a dica é tentar pensar em quanto você pode gastar com aluguel + condomínio e ter esse valor estabelecido. Dentro desse valor, tentar procurar a melhor localização para o melhor imóvel. Também pensar quanto tempo você pretende passar nesse local alugado. Se for algo mais definitivo, procurar um ambiente que seja prazeroso pra você, senão viver ali dentro pode ser muito difícil e triste, mas se for algo temporário, aí é focar mais na relação custo x benefício.

Problemas de morar sozinha. 
Puts, essa parte é bem complicada.
Os maiores problemas de morar sozinha acho que estão relacionados com os imprevistos, todo tipo de imprevisto. Quando a gente sai de casa a gente não sai contanto que o cano pode estourar, o chuveiro pode queimar, você pode ser assaltada, ficar doente de um dia pro outro... Graças a Deus nunca fui assaltada, mas o restante já me aconteceu e eu não tinha a mínima ideia do que fazer. Minha saída sempre foi ligar pro meu pai e perguntar o que eu tinha que fazer para resolver aquilo, quando a questão era algum problema na casa.
Chuveiro já queimou algumas vezes e eu não tinha ideia de como arrumar. Uma vez foi um amigo da faculdade que arrumou, outra vez foi um mecânico da oficina da frente da minha casa, outra vez foi meu vizinho da frente... tinha que ir na cara dura pedir ajuda. Era isso, ou banho frio (no inverno!).
Já tive cano que quebrou no gabinete da pia da cozinha e tive que chamar pedreiro, já tive problema no meu banheiro que inundou o apartamento de baixo do meu... enfim, coisas que acontecem e a gente tem que se virar rápido.
Mas com isso é fácil dar um jeito. O problema é quando a gente se machuca ou fica doente. Que remédio tomar? Puts, tenho que ir ao hospital sozinha. Morrer de tanto vomitar e não ter ninguém pra te ajudar, ver se você está bem, se está melhorando ou não... alguém pra fazer uma coisinha leve pra você comer. Coisa que mãe faz.

Qual é o melhor jeito de fazer amizade com os vizinhos?
Não sei, nunca fiz amizade com nenhum. Eu tinha simpatia pelo meu vizinho da frente, o Enio, que era super gente boa, mas se algum dia eu tive uma conversa de 5 minutos com ele foi muito. Como falei, eu me isolo.

Já teve algum problema com vizinhos?
Eu morava em um condomínio com 12 micro apartamentos, e como sou muito chata, sou pouquíssimo tolerante com barulho. Tinha duas vizinhas que faziam festas até de madrugada na área social do condomínio, fazendo a maior balbúrdia e sujeira. Reclamei na imobiliária até que foram despejadas.
Já tive muito problema também com sujeira, com vizinhos que não limpavam a frente das suas casas, deixavam saco de lixo nas áreas comuns para os gatos revirarem e não limpavam ou recolhiam. Como a minha casa era a primeira do corredor, a sujeira da casa de todo mundo do corredor ia parar na frente da minha casa. Minha atitude sempre foi varrer, juntar tudo, e deixar o montinho de lixo na frente da porta da casa do dono da sujeito. RÁ. Eu sou dessas.

Qual o maior perrengue que você já passou morando sozinha?
Acho que não teve nenhum perrengue além daqueles imprevistos. Já estivemos apertados financeiramente, mas não chegou a ser um perrengue.

Qual é o caso mais engraçado que você passou morando sozinha?
Nossa, não sei. Acho que não tenho casos engraçados, mas às vezes eu ria de mim mesma. Na casa dos nossos pais, se a gente perde alguma coisa, é só gritar pra mãe que ela sabe onde está... mas morando sozinha, peeeeeelo amor de Deus, as coisas somem... pra sempre!
Uma vez eu estava procurando um tubinho de cola que eu estava usando no dia anterior e precisava usar  novamente e não achava. Tirei tudo do guarda roupa, das gavetas, olhei armários, prateleiras, fruteira, geladeira, pia... tudo onde vocês puderem imaginar, cantinhos, banheiro tudo. Até que desisti de procurar depois de umas duas horas revirando tudo. Deu fome. Um dia antes eu tinha cozinhado milho de espiga pra comer e fui esquentar pra comer porque era o que tinha pronto. Quando eu abri a panela A COLA ESTAVA LÁ DENTRO. Como ela foi parar lá, gente?! Fiquei sem comer o milho, tive que fazer outra coisa, e fiquei acreditando que haviam gnomos muito travessos na minha casa.

Foi solitário sair da casa dos seus pais e morar sozinha?
Foi. E eu amo estar sozinha.

E então, quais são as suas experiências morando sozinha?! Conta pra mim!
Um beijo e até a próxima!

Inspiração de hoje: Renata Cotta - Looks Plus Size

Olá meus amores, tudo certinho por aí? Eu estou ótima! Preparadas para mais uma semana?! 
Vejo muitas de vocês lá na fun page do blog reclamando que as mulheres das imagens que coloco lá são magras demais, ou quando são gordinhas são certinhas demais, ou tem o corpo todo encaixadinho. Vocês me pedem mulheres reais. Todas são mulheres reais. Eu sou, você é, as modelos perfeitinhas são. Vivo falando que tenho a barriga um pouco flácida por causa do efeito sanfona, tenho um pouco de papada, tenho gordura localizada nas coxas... é normal isso gente!
Hoje separei uma sequência de imagens de uma mulher real linda, que não há quem deva questionar. 
Nossa inspiração é a Renata Cotta do Blog Freneticidade Sempre. Ela é extremamente carismática e querida, tem um blog hiper versátil, é louca por esmaltes e está sempre impecável.
Escolhi ela como inspiração porque ela tem o corpo que muitas de vocês reclamam ter: seios grandes, ombros largos e as pernas mais afinadas. O corpo que chamariam de triângulo invertido (aparentemente -  desculpa se eu estiver enganada, Rê). Achei ela um ótimo exemplo para vocês porque NUNCA a vi se queixar do seu corpo, ao contrário, a vejo sempre encontrando formas de valorizar sua silhueta. E dá certo!
Ela aposta muito em vestidos longos, o que dá super certo para o seu corpo, mas também não exita em mostrar as pernas lindas que tem. Evita decotes muito longos para não evidenciar ainda mais os seios grandes e, o mais importante, ela não tenta ficar se escondendo o tempo todo. Amor próprio é o que de mais bonito podemos vestir!










 Rê, você fica liiiiiiiiiiiiiiinda de calça!!!






Meninas, aprendam a fazer dos seus limões, uma limonada.
Todo mundo, com todos os tipos de corpos, pode se vestir bem, basta querer!
E então, o que acharam a Renata? Não é linda?!
Visitem o blog dela e se surpreendam: http://freneticidade.blogspot.com.br/

beeeeijos!!!
Amandinha