Apologia à obesidade

Neste sábado o Blog MUNDO GG publicou um texto- artigo de opinião- falando sobre a Apologia à Obesidade, que particularmente, achei muito interessante.
De um tempo pra cá vários blogs da mesma temática que o meu têm sido alvo de críticas pesadas dizendo que fazemos apologia à obesidade.
Não se trata disso, e o texto a seguir explica muito bem o motivo por não se tratar de apologia, mas de inclusão, aceitação, diversidade.

Se quiser entender o contexto da opinião abaixo e o tipo de crítica que recebemos, leia a postagem que alguém que acredita que o seu ACHISMO seja VERDADE ABSOLUTA publicou no dia 29 deste mês de julho: http://perdendo20.blogspot.com/2011/07/ilusao-da-moda-plus-size.html
.............................................................

Desafio Mundo GG e a apologia à obesidade.

Significado de Apologia

s.f. Discurso ou escrito que defende, justifica, elogia uma pessoa ou coisa: fazer a apologia da reforma.
Elogio, louvor, glorificação: fazer a apologia da virtude.

Pegaram o significado da palavra? Pois então, eu tenho um DESAFIO pra todo mundo que lê este blog: ENCONTRAR UMA MARCA DE ROUPA PLUS SIZE QUE FAÇA ALGUMA APOLOGIA À OBESIDADE. Quero que vocês procurem uma loja de roupa plus size ou de algum evento que diga que a obesidade é a melhor coisa do mundo e que todo mundo devia ser obeso pra usar essa marca X. Porque o que eu vejo por aí são marcas que INCLUEM  o obeso, o gordo ou o que vocês preferirem. Porque eu sou gorda sim, mas tenho o direito a me vestir, certo? De acordo com umas e outras a moda plus size não passa de ilusão e de apologia à obesidade. Quer dizer toda e qualquer marca ou serviço pra um grupo exclusivo é, de acordo com essa pessoa em questão 'apologia'. 
Isso dito por alguém que tem um blog pessoal de dieta, coisa que devo considerar, seguindo esta mesma lógica, apologia à anorexia. CERTO???? 
Voltando à idéia da inclusão, o que eu vejo são lojas que vestem tamanhos que vão além dos magazines populares. Apologia? Não, uma necessidade do mercado. Porque, vamos pensar num outro cenário, pra não me chamarem de bitolada, pense nas pessoas que calçam 44, 45 e precisam de sapatos maiores que os da maioria? Qual o problema em se ter um lugar onde essa pessoa possa comprar seu sapato sem ter que levar porta na cara de vendedor dizendo que AQUI NÃO TEM O SEU TAMANHO? A lógica é a mesma com o gordo. E tem mais: eu sou gorda e posso comprar uma roupa legal pra mim, eu não preciso usar  um saco de batatas porque sou gorda, né? Porque isso seria muito A LETRA ESCARLATE - romance em que uma mulher adúltera era obrigada a usar a letra A pra que todo mundo a julgasse. 
Quer dizer, de acordo com o raciocínio da pessoas, eu sou além de obesa, infeliz e NÃO POSSO USAR o que está na moda, porque isso é apologia à obesidade. E se eu aplicar essa lógica da apologia a obesidade vou ter que começar a fechar restaurantes e a parar de vender certos produtos porque eles ENGORDAM e portanto são os carro chefe da minha campanha pró-obesidade. Desde que estou na blogsfera, na fatoesfera - e isso tem quase 10 anos - sempre batí na tecla de que o importante não e ser gordo e nem ser magro. Isso não é uma guerra. Eu não odeio os magros, nem sou infeliz porque não sou um deles. A separação se dá na cabeça das pessoas que não se aceitam como são. Porque seja você magro ou gordo o importante é ser feliz. 
É nesse ponto que a Moda Plus Size apoia o gordinho: ela nos diz e nos mostra que se você se ama e se aceita como é a moda bem como outros campos tem espaço pra você. Você não precisa ser um pária da sociedade porque é diferente, você não precisa ser excluído. DIVERSIDADE, minha gente, essa é a palavra que pipoca em nossas ouvidos nos últimos anos. INCLUSÃO é outra. E não é só pra mim GORDA. É pro negro. Pro homessexual. Pro judeu. Pro deficiente. Pro alto. Agora eu nunca ví nesses anos todos em que eu ví grifes plus size abrindo - e fechando - nenhuma delas dizendo que você DEVE ser gordo (imaginei agora uma cena de uma menina querendo emagrecer e a dona de uma loja plus size brigando com ela pra ficar gorda, HAHAHHHAHHAHAH o quão surreal é isso?) mas que se você é gordo, se optou por isso e é feliz como é, existe todo um mundo pra você. Isso é apologia? Ilusão? Motivo pra todo mundo ficar ditando  regra do QUE ACHA? Porque esse é o mal de muita gente que se diz blogueiro. Confundir opinião pessoal com REGRA. Confundir ACHISMO com VERDADE ABSOLUTA. Sem lembrar que não existe verdade absoluta e que por mais que você diga e repita uma coisa, isso não faz dela verdade. Você acha que todo obeso é infeliz? VOCÊ ACHA, o que não necessariamente diz que isso é verdade. Então por favor, você tem direito à sua opinião. Mas eu tenho direito a minha e se elas não coincidirem pode ficar tranquila, "amiga", que eu não vou impôr o meu pensamento. Não tô aqui pra ensinar ninguém a pensar ou a viver. Cada um é responsável pelo próprio caminho. Só lembra que a sua liberdade de sair dizendo o que acha acaba no momento em que eu também tenho o MESMÍSSIMO direito. 
...........................................................

Como disse acima, essa é uma opinião pessoal da autora da postagem (Ana Paula), e que expressa a opinião de muita gente que está recebendo o mesmo tipo de crítica. 
Não se faz apologia, inclui-se, aceita-se aquilo/aquele que não era aceito.
Faço, junto com um grupo competentíssimo de amigas/parceiras, uma pesquisa que trata justamente (ou inclusive) dessa questão. Por conta dessa pesquisa que coloca a opinião da mídia, sociedade, entre outros sobre a mulher obesa e o que isso tudo representa para a mesma, o grupo sofreu algumas críticas de estar fazendo a tal apologia.
Daqui alguns meses terei o maior orgulho de mostrar a quem se interessa a pesquisa que já estará concluída, e aí sim, mostrar pra quem acusou, que não se trata de apologia.

Alô, galera, mas que barreira besta essa!
Antes de criticar, leia e pesquise sobre o que esses blogs propõem...



Beijos e até semana que vem.
As aulas já estão aí...

Amandinha♥

6 comentários:

  1. Amandinha, eu geralmente não entro nessas discussões porque acho que as pessoas, de uma maneira geral, se recusam a contemplar a diversidade. E em se tratando de gente "bolsonárica", a melhor coisa a fazer é ignorar. Não gosto de gastar meu latim com quem não é capaz de entendê-lo porque prefere ser ignorante e "narrow-minded".
    No entanto, precisei vir aqui e dizer pra você que concordo com você em gênero, número e grau. Fui ler o texto referido e respondi à moça à altura de sua opinião histérica e mal informada. Espero que ela leia e aceite meu comentário e que ele sirva de "food for thought".
    O que eu tenho a dizer é que é patético querer culpar a moda de fazer apologia à obesidade. Obesidade é uma questão de saúde pública e se retém a essa esfera. Já o "ser feliz sendo obeso" é uma questão de auto-estima. Se eu for obesa e meus valores tenderem ao "sou feia porque sou gorda" terei baixa auto-estima, fatalmente. Mas acho que mesmo nesse caso, ainda que eu emagreça, continuarei tendo baixa auto-estima, pois o meu julgamento sobre mim mesma se dá de uma forma superficial, pela minha aparência e, por isso, não consegui perceber, quando gorda, todos os outros atributos que contribuiriam para a elevação da minha auto-estima.
    Enfim... é lamentável que as pessoas não consigam ser felizes e coloquem sua expectativa de felicidade no fato de serem magras. Que auto destrutivo!!
    Eu disse a ela que assim como ela, eu também preciso muito emagrecer. Só que a diferença é que eu já sou feliz desde já.

    Beijos, flor!
    Até breve!

    ResponderExcluir
  2. Olá Amandinha

    Eu sou Kinha do blog AMIGA DA MODA e vim conhecê-la.
    Seu blog é lindo e interessante e por isto já estou te seguindo. Vou aguardar a sua visita e ficarei feliz se me seguir também.
    QUER GANHAR UMA JOIA? A designer Eliana Colognese criou um belíssimo anel e gostaríamos muito de contar com a sua participação.

    Bjooooooooooo...................
    http://amigadamoda.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Apoiadissíma! Caramba, sou gorda e só por isso tenho que ser excluida da sociedade? ser infeliz? como minha mãe diz "sou gorda, mas posso emagrecer. E você que é feio?" hahahaha... é, não é uma guerra, e sim o que queremos é a DIVERSIDADE. Como na moda, não existe "roupa pra gordinha", não tem que especificar, a moda é feita para ser adaptada.
    Caramba hein, no seu blog mesmo você fala que uma das suas metas é emagrecer, e não é fácil, é muito mais além do que parar de comer, é tratar o piscicológico, nem por isso vou ficar infeliz porque a sociedade não aceita UMA PESSOA NORMAL, QUE NÃO INTERFERE EM NADA NA SUA VIDA! SOMOS TODOS DIFERENTES, E TEMOS NOSSOS DIREITOS DE VIVER COMO BEM ENTENDEMOS, SABE PORQUÊ? ISSO NÃO VAI TE ENCOMODAR EM NADA!
    Um beijo pros recalcados.

    Beijos Amandinha, arrasou!

    ResponderExcluir
  4. Nós GGs ou não qeremos ser incluídos como qualquer ser humano quer!
    A apologia a magresa e aí, sim, apologia tem causado danos horríveis em crianças, adolescentes e jovens que se tornam anorexas, bulímicas e suicidas em potencial!
    Antes de se preocuparem com o número que vestimos era melhor pensar no número que a natureza quer que nós vistamos! Saúde não tem nada haver com peso e sim com estilo de vida, peguemos por exemplos os lutadores de sumô, os karatecas pesos pesados, os lutadores, etc.
    Na natureza nada é igual, tudo é diferente, único, somente nós, os humanos não aceitamos isso!
    Existem gordos doentes e magros mais doentes ainda, pessoas magras por fora e infinitamente doentes por dentro, como a KAte Moss, por exemplo!
    Bjus

    ResponderExcluir
  5. Anonymous12/8/11

    Eu acho que é importante a pessoa se aceitar como obesa, mas não para permanecer gorda, e sim para ter a consciência de que obesidade é doença. Portanto, se ela se aceita e tem uma boa auto-estima, vai querer restaurar sua saúde. Pessoas obesas (doentes) e anorexicas (doentes) precisam se aceitar como doentes para poderem mudar. Sou totalmente contra conformismo com obesidade, pois obesidade é doença e doença nenhuma deve ser aceita, muito menos incentivada. Realmente, existe uma ditadura da magreza e existe SIM muito preconceito contra obesos que traz sim MUITO sofrimento a eles. Mas acho que o preconceito contra o obeso pode servir de "limonada" para que ele se esforce para emagrecer por questões de saúde...pense: se não existisse o preconceito contra os obesos, a maioria estaria aí, morrendo das doenças que a obesidade causa....obeso esperto é obeso que quer deixar de ser obeso. Não para ser aceito, mas para ser saudável. E se não fosse o incômodo causado pelo preconceito que eles sofrem, a maioria estaria acomodado, pois não é nada fácil emagrecer. Não acho que a obesidade deva ser incentivada nem aceita, pois é doença. Mas a exigência por um padrão de magreza inatingível é realmente um grande perigo e jamais deveria ser incentivado, pois excesso de magreza forçada também é doença. Eu acho que as pessoas deveriam aceitar suas imperfeições e as imperfeições dos outros, pois perfeito, só Deus. Um pneuzinho aqui, um quadrilzinho largo ali não mata ninguém e são só meras características, que deveriam servir de fator de subjetividade, já que padrão sugere pessoas iguais em larga escala....e é bem chato ver as pessoas perdendo suas identidades, não se reconhecendo mais no espelho, só pq tem que se enquadrar em um padrão para serem aceitas. Hoje em dia vc não vê mais pessoas com cabelos de cores e texturas naturais, pq as pessoas simplesmente se descaracterizam para se enquadrarem nesses tais padrões tão cruelmente cobrados. Concordo com vc sim, qdo diz que, em nossa sociedade, quem não pertence ao padrão estabelecido é simplesmente posto de lado, descastado. Seria muita hipocrisia dizer que não. Mas o ideal é que isso não existisse, ou fosse minimizado. Por isso, graças a Deus, existem as leis.
    Existe preconceito contra gordo sim! É é uma ditadura tão cruel que nem sequer uma barriguinha pneuzinho de bicicleta é aceita com naturalidade. Até as pessoas com sobrepeso são tratadas como obesas. Não se pode engordar 5 kg que já virou mostro! Pura verdade! Imagine o que não fazem com os obesos mórbidos! Por isso as pessoas estão virando anorexicas ou se entupindo de remédios para emagrecer ou até mesmo se entupindo de coisas para ganhar músculo e arrebentando as articulações nas academias!
    É realmente muito difícil a pessoa se aceitar sem nenhum incentivo, se aceitar vendo que ninguém a aceita. É fácil falar para o gordo não ligar, difícil é estar na pele dele! atualmente, nenhuma "imperfeição" é aceita! Essa é a verdade! Não existe respeito às características individuais das pessoas. Querem que as pessoas sejam cópias em larga escala de um modelo estabelecido pela mídia. As parcelas da sociedade que não se enquadram nestes padrões e que por isso são execradas devem lutar por seus direitos! Eu apóio tudo nesse sentido!
    As parcelas da sociedade que não se enquadram nestes padrões e que por isso são execradas devem lutar por seus direitos! Eu apóio tudo nesse sentido!

    ResponderExcluir
  6. gabriela12/8/11

    A Obesidade querida dona do Blog é uma doença e deve ser tratada como tal, não é motivo de bater no peito e nem sair por ai dizendo " eu sou obeso e sou feliz" a obesidade não traz felicidade pra ninguém, nem você. A obesidade traz diabetes, trigliceres, colesterol ruim, dificuldade para respirar, para andar,problemas de sono, pode causar infartos, avc,apnéia e várias outras doenças pode não ser agora pra você que tem seus dezenove aninhos mais o tempo passa para todos e com o tempo a obesidade vai pesando, como psicóloga deveria saber disso! Também sou psicóloga e estou na segunda gastroplastia, uma por erro médico e agora fiz outra dia dezenove de julho entrei no centro cirúrgico pela segunda vez. Essas doenças é apenas o começo do que traz o obesidade, ser obeso não é bonito, não é legal, não é bacana e tirando tudo isso como nossa amiga disse ai em cima, traz sofrimento, é penoso, é sofrido, as histórias de vida de um obeso são histórias sem fim, são histórias tristes e dolorosas.
    Sobre a moda é claro que todos tem direitos de se vestir, vivemos em um país democrático, onde tudo é aceito e existe sol para todos, é ridículo o preço das roupas, acho que deveria ser mais acessível porque nem todo OBESO tem condições financeiras, e já vi muitos ficarem sem se vestir por conta disso!
    O Obeso agora é a bola da vez, e não existe cabeça que aguenta tudo que um obeso passa na vida, isso não é culpa de ninguém apenas de um nome que se chama "mídia"...
    Bom minha amiga ou amigo acima de mim disse tudo que eu queria dizer, conformismo com a obesidade não deve ser incentivada. A OBESIDADE MATA!!!!!!!

    ResponderExcluir

Vou adorar saber sua opinião!