A CURIOSA ONDA DE VALORES SOCIAIS: Uma Reflexão

Não é uma crítica e não concordo com tudo o que está escrito. Apesar disso, é um bom texto para refletir.
...............................................................................

A CURIOSA ONDA DE VALORES SOCIAIS:

As gordinhas da renascença, ou as anoréxicas contemporâneas? 
- Gordinhas: felizes, saciadas, de bochechas rosadas e dispostas...  
- Anoréxicas: Stressadas, famintas, olheiras fundas e sem energia.

As definidas com pernas, braços e barrigas de homens ou "corpinho" violão da época da vovó?
- A masculina: briga pela ultima porção do suplemento, é a melhor "amiga do personal" e facilmente sua voz é confundida com a voz de um traveco.
- A vovó: Voz doce, jeito feminino e está sempre pronta para preparar aquele prato suculento.A siesta é longa e a paz é certa.
 
Tanquinho de lavar roupas ou tanquinho de cerveja?
Homem das cavernas ou melhor amigo da depiladora?
Enfim...

Não desmereço o valor das Deusas brasileiras ou mundiais, reconheço e admiro tamanho esforço.
Tem gente que gosta de malhar, malha por prazer, tem gente que confunde gosto com vício e tem gente que confunde vício com "obsessão". Será que o prazer não vem do resultado positivo causado pela obsessão?
Tem gente que gosta de agulha na cara, Mary Shelley enfiou logo dois parafusos na cabeça do Frankenstein.
Tem gente que gosta de saladas. 
Desconheço quem sinta prazer em enfiar um aspirador na barriga a cada semestre.
Tem gente que gosta de massagem modeladora...

Nesse mundo de perfeições superficiais, eu invejo SIM uma categoria de "gente":  os ATLETAS, de qualquer coisa, profissionais ou amadores. Como eu queria amar algum esporte!
Imagino agora alguns amigos pensando em como eu sou contraditória... Mas vc não queria trocar o nariz? Arrumar o queixo? Fazer lipo não sei aonde? rs
Gente! A terra gira, a água que passa nesse segundo no rio, daqui um milésimo de segundo já não será mais a mesma, os neurônios morrem e logo outros assumem o lugar dos mortos, como que eu posso manter uma opinião ou desejo por tanto tempo? Então se achar estranho, respire, durma e pode ser que amanhã eu já não pense mais nada disso!
Ah!
Já nas bancas! (no consultório dentário, na casa da patroa, nos eventos como brinde, e na cabeça da minoria que não tem acesso a nada disso):
Nova (passada "photochapada"), Caras (bundas), QUEM (quem?), Isto é gente ("ISTO" é gente?), Contigo (comigo não, só se for com eles!)

Pessoas lindas, em suas indumentárias magníficas e sob medida, o olhar, o andar, o posar, o falar, o chegar o partir (ainda bem que tem partida...).
São todos ícones sem dúvidas! Mas...
Voltando aquele papo "grego":
ícone = Imagem = representação visual de um "objeto". Melhor parar por aqui.

Objeto de Desejo?
ou
Objeto de inveja?
ou
Objeto de luxo?
ou
Objeto sexual?
ou
Objeto de si mesmo?...


Desses "objetos", qual seria a porcentagem de ocos e maciços?
Uma coisa é FATO: Todos buscam ser aceitos e também ser ÚNICO. Logo um conflito:
Como ser "ícone" e ser único, sendo um "padrão" de beleza ou estilo?
Bom, talvez essa "porcentagem" justifique o consumo de luxo. O físico, a bolsa, o vestido, o paletó, os sapatos, tem que ser muito caro mesmo pra esconder o vazio de quem os porta... Isso justifica... Pena que não os compensa.

Admito talentos, não figuras.

Lua Veiga
..............................................................

Toda proposta de reflexão sobre corpo, imagem, sociedade, pessoas, é muito bem-vinda!


Amandinha.


Um comentário:

  1. e que reflexão hein????? vale mesmo a pena refletir sobre o que somos e o que queremos ser..... beijo e bom sabao

    ResponderExcluir

Vou adorar saber sua opinião!