Eu e meu corpo, você e o seu.

Vamos que vamos que a semana começou pra valer! Tudo certo com vocês, meninas? 
Resolvi trazer para o blog hoje um conteúdo um pouco diferente do que é comum eu trazer, embora seja da mesma temática. É um post reflexivo, portanto, cabecinha aberta para a gente pensar, ok?!
Estava vendo algumas coisas no Facebook, até que me deparei com uma página chamada Negahamburguer. Vocês conhecem? É uma página de uma desenhista/ilustradora/grafiteira/artista que através das imagens que cria, lança o seu protesto contra algumas normas que a sociedade nos dita. 
Não pesquisei para me informar, mas o que parece e que o objetivo dela é quebrar alguns estigmas, mostrar para as pessoas as coisas como elas realmente são. 
Não gosto e não concordo com todo o conteúdo da página, acho algumas agressivas, explícitas demais e outras são muito, muito parciais. 
Me identifico com as imagens que dizem alguma coisa sobre o corpo, e são algumas dessas imagens que resolvi trazer para o blog. 

Vamos ver?

Já pararam pra pensar na quantidade de regras que são criadas somente com finalidade comercial? O pior é que muitas de nós, sem perceber, nos rendemos a essas regras. Não pode isso, não pode aquilo... mas e se eu gosto? Reprimo o meu gosto por alguém, que eu nem sei quem é, me dizer que eu não posso? Para que tentar esconder um corpo que é meu, que me representa, que representa minha história de vida, os acontecimentos da minha vida. Bato muito o pé para aquilo que tenta me moldar, e talvez as coisas fossem melhores se um número maior de pessoas conseguissem fazer o mesmo. Refletir da importância daquilo para si. Apenas. Concordo demais com a pergunta que a ilustradora deixou: "Mas afinal, qual é a finalidade de usar roupas que disfarçam sua verdadeira forma?". 


Essa pergunta, para mim, tem duas conotações. A de curiosidade, e a de acusação. Porque você aceita seu corpo? Porque o meu e outros blogs dizem que é bom aceitar, ou porque você encontra motivos nele e em você para aceitá-lo. 
Porque VOCÊ aceita seu corpo? Você! 
O que é o seu corpo, como você o vê, como você o sente... 
Penso, e essa é uma opinião extremamente pessoal, que a pessoa que aceita só por aceitar, porque vê os blogs, uma parcela da mídia atual, o mercado da moda dizendo que é possível ser feliz sendo gordo, se coloca em uma zona de conforto, e se deixa levar por esse pensamento da mesma maneira que antes se deixava levar pela imposição do corpo magro. 
Aceitar por aceitar, sem compreender esse processo, sem uma resposta para todas aquelas perguntas, no momento em que "a ficha cai", essa aceitação pode gerar o efeito contrário na pessoa: uma repulsa. Uma repulsa por ela mesma simplesmente por não ter se encontrado consigo mesma. Porque EU aceito o meu corpo? é uma pegunta que todos deveriam fazer a si mesmos, independente de ser magro ou gordo.


 Essa é uma boa reflexão. Mães, vocês percebem o que estão ensinando para suas filhas quando expõe elas aos padrão do corpo magro em forma de objeto? É claro que as crianças se encantam com o brilho das bonecas barbie, com as fantasias, com o cabelo, as maquiagens, os acessórios, os complementos... Quem não teve suas barbies e não as amou? Mas vocês conseguem perceber o que está por trás de tudo isso?
Será que as bonecas com corpos normais (lê-se reais) iriam satisfazer menos menos sua filha? Com qual corpo vocês querem que elas se identifiquem, o real ou o inexistente?


Por último, selecionei essa imagem que acho que é uma das minhas favoritas. 
Seu corpo está cheio de que? O que você está dando para si? O que te preenche? Quem é você por dentro?
Como psicóloga, acho que seja até terapêutico esse exercício da gente poder selecionar e inserir no nosso corpo, através do desenho, tudo aquilo que usamos para preenchê-lo. 
Se você fosse escolher "coisas" que te completam e preenchem, o que estaria dentro da imagem? Tenta fazer isso com você e me conta nos comentários?


Enfim, como havia dito, é um post reflexivo... 
Dei minha opinião sobre as imagens, agora gostaria de saber a sua. Comente!!


Beijos!

8 comentários:

  1. Bacana, né? Eu gostei do post! Muito reflexivo! Estava viajando e nas horas de descanso aproveitei pra pensar na vida, nessa temática Plus Size! Poucas são as pessoas que realmente levantam bandeira e promovem aceitação, mas as que fazem, fazem de coração! Não é o suficiente, mas é um bom começo! Boa semana! Fica de olho no Blog que vou postar tudo sobre meu passeio na Disney!!! Beijão! Rê!!!
    http://freneticidade.blogpost.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou fazer mais posts assim... é bom pensar um pouquinho, né?
      Ja vi sua viagem, mas não tive tempo de comentar ainda. Depois volto lá tá?
      bjos

      Excluir
  2. nossa, adorei esse post amanadinha querida, já passei muitas vezes por esse tipo de stuação
    beijos e lindo dia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que bom que se identificou, Fabi.
      Beijos

      Excluir
  3. Amei!!!! Um post que faz com que qualquer pessoa pare e pense!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que delícia te ver aqui comentando, querida.
      Volte sempre!

      Excluir
  4. Meninaaaaaa, amei seu post.. não conhecia essa pag no facebook não, mas adorei o seu ponto de vista sobre as imgs, e são verdades!

    amei mesmo!

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou das imagens e que se identificou com meu ponto de vista. Farei mais posts assim.
      Beeijos!

      Excluir

Vou adorar saber sua opinião!