Desobedeçam!

Olá meninas, tudo certinho por aí? Para desejar um bom final e início de semana, vou deixar um trecho de um livro que estou lendo, e espero que sirva de reflexão para muitas de nós:


"Nesse época de embotamento nunca estamos tristes, mas no máximo depressivos. Nunca nos envolvemos, nem nos implicamos, no máximo estamos bem informados. Não envelhecemos mais, apostamos na preservação de uma saúde feita de privações e disciplinas aprisionantes. Nossos corpos não vibram mais, mas estão silenciados, adestrados para serem belos, eficientes e produtivos a qualquer custo; estamos blindados e docilizados ao gosto do mundo da moda, da propaganda, da estética baseada em modelos rígidos a serem seguidos.
Estaremos reduzidos às patologias do vazio, à despolitização do cotidiano, à desocupação de nossa cidadania, ao consumo narcotizante, à vida besta? Como deixar que outras forças do mundo nos atravessem? Como aguentar as intensidades da vida sem se aniquilar, sem produzir um corpo para a morte? Como manter a alegria?
Não há caminho senão resistir. Ousar pensar no sentido dos nossos atos, no que afirmamos com eles. Foi exercer o pensar que fizeram os milhares de manifestantes que estão nas ruas hoje, a protestar contra uma vida capital que, para o sobrelucro incalculável de alguns poucos, condena a grande maioria das pessoas e mesmo o próprio planeta à morte.
E a outra coisa que eles, que pensam, fazem agora com seus corpos, nas ruas de tantas cidades, é desobedecer."


ZAMORA, M. H. Sobretudo corpos obedientes. In: VILHENA, J.; NOVAES, J.V. Corpo para que te quero? Usos, abusos e desusos. Rio de Janeiro: PUC-Rio: Appris, 2012. p. 224
  
O trecho citado fala do quanto nós nos moldamos e passamos a ser aquilo que é comum que nós sejamos. Tristeza não é depressão. Se jogar de cabeça nas situações não fará de você uma pessoa descontrolada... aliás, perder o controlo até que é bem saudável às vezes. E a campanha anti-envelhecimento? Porque não assumir que temos rugas? Manchas? Pintas? Cabelos brancos? 
Preservar a saúde através de privações? Oi? Pra mim, saudável é uma pessoa feliz! 
Não se prenda dentro de você!
Vibre, não se cale, conteste. Sejam belas dentro do padrão de beleza que vocês criam para vocês.
Patologia do vazio... é bem isso. Sofremos pelo vazio existencial, porque não conseguimos mais nos encontrar dentro de nós mesmos. Cadê você aí dentro?
Prefiro ser pensante e fazer de mim o que eu bem entendo. Desobedeço!

Ótimo sábado.
Beijos

3 comentários:

  1. Anônimo4/5/13

    Try to look for websites that give detailed descriptions of the items they carry.
    However, if the supplier is based outside of the United States, you
    should make sure that you know about the laws and regulations involved in importing products from abroad before you attempt to get some supplies
    from that supplier. You can't determine what size your baby will be beforehand, so don't go over the top by purchasing a whole years worth of clothing.



    Feel free to visit my website - loja on line de roupas

    ResponderExcluir
  2. Sabe Amandinha, esse texto reflete muita coisa. Eu tenho 30 anos, 1,62m e 68kg; parte desses 68 kg ganhei devido ao uso da imipramina. Eu sempre fui considerada baixo peso e, ter com o que encher as roupas, ao mesmo tempo q me deu um susto, me deu uma enorme satisfação. Bom... O chato é que sei de gente que faz horrores pra manter a magreza, e aí, vê que você não é bitolada do mesmo jeito e começa a encher a paciência. Por desencargo de consciência, fiz meus exames: estou ótima sem colesterol, diabetes, tireóide... Nem imipramina preciso tomar mais! Quero ficar cheinha Bjus!
    http://raquelbrites.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Super curti, tava precisando de algo assim, andava meio desanimada por uma serie de coisas, mas o que importa é ser feliz n é msm...
    Beijão, espero q seu final d semana tenha sido ótimo
    e que venha a semana né,
    Q ela seja melhor ainda.
    Beijao

    July Lima
    www.egomoderno.com

    ResponderExcluir

Vou adorar saber sua opinião!