E-mail da leitora: Como ter autoestima e aprender a não se preocupar com o comentário dos outros?

Olá meninas, tudo bem? Mais uma semana e estamos nós aqui para mais uma conversa. Frequentemente recebo e-mails bem pessoais com pedidos de ajuda por diversos motivos. 
Há alguns dias recebi um e-mail, e resolvi comentá-lo aqui. Me chama a atenção perceber o quanto a autoestima ainda é algo idealizado por uma imensa quantidade de pessoas, o quanto ainda faltam recursos para que as pessoas consigam lidar com seus próprios sentimentos. 
Acontece que autoestima é sim algo que vem de dentro de nós, mas  que é corrompido por aquilo que nós não controlamos: a sociedade, que pode ser cruel e preconceituosa.
Quem me manda o e-mail é a Josiane e eu convido vocês a lerem comigo:

"Boa Noite Amanda,

Faz algum tempo que venho acompanhando seu blog e até agora é um dos melhores que já vi sobre a moda plus size. Tanto as dicas de moda e maquiagem, quanto aos textos que você coloca sobre auto estima.
Agora vou contar um pouquinho sobre minha vida: sou Josiane de Carvalho, 25 anos, solteira, vou me formar agora final do mês em ciências contábeis e trabalho em um escritório na área. 
Tenho 1,60, 80 kg e uso calça 46, minha maior dificuldade é que tenho o quadril muito maior que a cintura quase 30 cm de diferença(essa é a principal dificuldade na hora de me vestir).
Desde sempre estive acimo do peso e particularmente, eu não acho que isso seja um problema, o que mais me incomoda é o preconceito das outras pessoas sobre o meu corpo, meu peso, minha saúde.
Queria saber quais as dicas( se é que pode se chamar assim) para que eu possa ter mais auto estima e aprender a não me preocupar com os comentários dos demais.
Agradeço muito e ficaria extremamente feliz em receber sua resposta.
Josiane "

Como vocês podem perceber, o que mais a incomoda não é de fato suas medidas, que se nós formos parar para ver, é menor do que a de muitas de nós aqui. O que a incomoda é a forma como os outros fazem elas sentir. 
Acredito que se realmente as medidas não são um problema para ela ~e de fato não devem ser~ ela deve se posicionar a respeito disso frente a todas as outras pessoas. Não seja uma gordinha que se esconde, não se posicione como uma mulher bonita, mas com problemas com um quadril grande. 
Nosso corpo é da forma como ele é, e não cabe a nós mudar a estrutura do nosso corpo. A gente precisa aceitar nossos corpos como eles realmente são, apesar dos detalhes que nos incomodam. Se enxergue como um todo, como uma pessoa completa, e se posicione como uma pessoa completa. 
Se alguém vier falar do seu corpo, mostre para a pessoa que ele não é um problema para você, e que é isso o que importa. 
Se alguém vier falar do seu peso, mostre que isso não diz respeito a outra pessoa, e que se você está bem bom isso, não há motivo para ninguém se preocupar.
É aquela coisa de LEVANTA A CABEÇA E SE IMPÕE. Mostre que quem manda no seu corpo é você, e não as imposições que os outros fazem a você. 
Sua saúde, seu peso, seu corpo, só diz respeito a você. A partir do momento em que nós assumimos isso para nós mesmos e nos posicionamos com relação a isso, as pessoas param de achar que têm liberdade para vir até nós falar qualquer baboseira gordofóbica. 
Por outro lado, Josiane, não se aprende a não se preocupar com os comentários das pessoas... isso se trata apenas de uma decisão. A decisão de não pensar mais nisso. 
Se pergunte o porquê esses comentários te mobilizam tanto. 
Os comentários têm o objetivo de te reduzir a aquilo que os outros querem que você seja: uma gorda doente e problemática. Se você sabe que você é muito melhor do que isso, muito maior do que isso, se posicione desta maneira, e mostre que pequena é a pessoa que esses comentários a você. Inverta o jogo, mas sem agredir. Não ofenda, se defenda. Esbanje amor onde quer que você vá, faça isso todos os dias, e em pouquíssimo tempo todos que convivem com você passarão a te ver desta forma.
Lembre-se: amor próprio em primeiro lugar!



Espero que sirva de reflexão.
Um beijo e volte sempre!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vou adorar saber sua opinião!